mãe e seu bebê.

Da gestação pra vida: entenda a importância da relação entre a mãe e seu bebê.

Recentemente surgiu uma polêmica na qual a comissão organizadora dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 se envolveu, alegando que as mães atletas deveriam deixar seus filhos ainda em processo de amamentação devido às restrições do Covid-19. Infelizmente esse caso e tantos outros, devido a pandemia, abortos sejam eles espontâneo ou induzido separam mamães dos seus bebês.

Nesse artigo você entenderá a importância dessa relação de mãe e filho, da gestação pra vida e como esse relacionamento interfere em uma boa criação, beneficiando ambos, e quem estiver envolvido na criação de um novo indivíduo. 

  1.  Importância da relação de mãe e filho:

Muito se lê e se sabe sobre a importância dessa relação, inclusive inúmeras teorias já foram confirmadas por psicólogos, que desde a gestação esse é o vínculo mais puro e essencial para a vida do bebê, pois é a base, é o início de outras relações que virão depois.

Tal integração determinará a qualidade da criação e crescimento do bebê, a mãe é responsável por passar tranquilidade, segurança, bem estar, amor e aconchego ao novo integrante da família, atendendo por fim todas as necessidades da criança.

  1. Separação da mãe e seu bebê:

Infelizmente a separação de mamães do seus bebê acontecem frequentemente por diversos fatores, em uma matéria postada no blog da Guadalupe (Blog) foi abordado a realidade de mulheres que não possuem condições de criar o seu bebê, essas condições também podem variar, desde estruturas financeiras, falta de amadurecimento, falta de apoio do pai da criança ou até mesmo da familia, tais realidades levam ao incentivo do aborto e abandono como forma de solucionar o problema.

Assim como psicólogos afirmam que uma boa relação traz benefícios, a separação traz seus males, crianças abandonadas, quando adultos apresentam problemas de comportamento e agressividade.

No sentido do aborto, tratamos também no  (Blog) um ponto muito importante e que leva você a refletir até mesmo sobre a ideia central desse artigo. A vida é sagrada! E realmente o bebê precisa de você, depende de você para ser amado e amar quando estiver adulto, adiante, abordarei benefícios de ser mãe, e instituições que podem te ajudar nessa jornada. O aborto não é solução.

  1. Benefícios da relação da mãe com seu bebê:

Levar a gestação até o fim e se comprometer com a criação desse bebê ajuda a gestante a enfrentar a gravidez de forma saudável, e já despertando a integração com o seu filhinho.

  • Benefício 1: Melhor desempenho na escola
  • Benefício 2: Autocontrole 
  • Benefício 3: Boa comunicação
  • Benefício 4: Confiança

Esses são apenas três dos inúmeros benefícios que uma boa relação de mãe e bebê trazem, segundo a psicóloga Ana Grosso:  com uma mãe cuidadosa o adulto se torna mais cuidadoso com sua saúde física e mental. São pessoas que se valorizam, pois foram valorizados, conseguem amar, pois foram amados.

Compreende-se então a importância para o bebê a presença de uma mãe. Considerando as realidades de cada mulher existem diversos centros de acolhimento e amparo para a mesma. Movimentos caracterizados como pró vida, na qual o maior objetivo é incentivar a vida e auxiliar nessa nova jornada.

  1. Conheça a Associação Guadalupe:

Visando o bem e amparo às mulheres com dificuldades na criação de seus bebês, a mais de sete anos fundou-se a  (Associação Guadalupe Home) cujo objetivo é fornecer esse amparo que muitas precisam. Uma organização sem fins lucrativos que busca atrair voluntários, e doadores na defesa à vida.

Recheada de cursos e especializações a voluntários e às mamães a fim de possibilitar uma renda extra capaz de suprir a necessidade de seu filho, mantendo sempre seu foco principal: a defesa à vida.

Por fim, é muito importante que uma mamãe saiba da importância de si para o bebê, e mais ainda de que nunca estará sozinha, Guadalupe possui as melhores estruturas para te receber e te acolher.

Seja um parceiro solidário da Associação Guadalupe fazendo sua doação.